O perigo das feridas no pescoço

Muitos pacientes deixam passar despercebido pequenas lesões na fase inicial de problemas mais graves. Nódulos, ferimentos, manchas nessa região podem sem indícios de doenças graves e devem ser investigadas prontamente.

Acostumado a tratar de feridas neoplásicas o médico Evandro Pereira dos Reis da Doutor Feridas, alerta para alguns fatores que passam despercebido inicialmente e contribuiu conosco para esse artigo:

1)   Caroços ou nódulos que crescem lentamente

Ao primeiro sinal da formação de algum nódulo perceptível na pele da região cervical, é importante que a pessoa procure um médico especialista para avaliação. Nódulos cervicais são preocupantes, principalmente quando crescem lentamente.

Podem ser confundidos com adenomegalias, que são o crescimento de linfonodos. Porém as linfonodomegalias são de crescimento rápido e também de resolução rápida. Acontecem geralmente em doenças virais e são acompanhados de febre e prostração.

Muitas vezes as nodulações na pele cervical podem ser um tumor primário da pele ou até mesmo um tumor da faringe que exterioriza podendo até mesmo romper a pele e formar uma ferida neoplásica.

Deve-se ter atenção principalmente quando essas alterações na pele são acompanhadas por mudanças na voz, rouquidão, dificuldade para engolir, engasgos e tosse frequente. Os gânglios linfáticos quando não somem após a resolução da febre e sintomas agudos, precisam ser investigados, principalmente se demoram mais do que quatro semanas.

Nesses casos a investigação deve descartar principalmente as doenças neoplásicas (câncer e a tuberculose ganglionar). A Tuberculose ganglionar é caracterizada principalmente por associação com emagrecimento e outros sintomas como anemia, febre e sudorese noturna.

Os pacientes de maior risco para a tuberculose ganglionar são os imunodeprimidos e usuários de drogas. É muito comum em pacientes com AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), portanto quando diagnosticada deve se excluir a doença com as sorologias para HIV.

2)   Manchas na pele

Os tumores de pele são muito frequentes na região cervical e no rosto, principalmente por se tratarem de locais onde a roupa não cobre e ficam expostos ao sol.

As pessoas de maior risco são aquelas de pele clara e que trabalham expostas ao sol por tempo prolongado. Qualquer mancha na pele deve ser investigada, principalmente aquelas com as seguintes características:

Assimetria: A lesão possui lados diferentes, um lado nunca é igual ao outro. Bordas irregulares: diferente de pintar, os tumores de pele possuem bordas irregulares, não são redondas.

Cores diferentes: Essas manchas geralmente possuem mais de uma cor na mesma lesão, com tonalidades diferentes.

Diâmetros: Superior a 6 mm.

Evolução: mudanças no tamanho, cor, sangramento ou novos sintomas

A presença dessas características requer investigação imediata através da biópsia da pele que pode ser feita de forma excisional (retirada da mancha com margens de segurança). A avaliação do anatomopatológico irá verificar a presença ou não da neoplasia e assegurar que as margens estão livres. Se confirmada esse paciente precisa ser acompanhado por especialistas.

Quais Exames são utilizados para investigação de nódulos e caroços no pescoço

.A ultrassonografia é inicial para verificar a quantidade e características desses nódulos. Em casos fortemente suspeitos a biópsia é necessária. Essa biópsia pode ser feita guiada por ultrassonografia, e geralmente é feita por punção.

Uma agulha é introduzida sendo guiada pela ultrassonografia, e o médico encaminha para avaliação do Patologista. Caso confirme a neoplasia,  a pessoa precisa passar por um processo de estadiamento, que inclui a realização de novos exames, como tomografias para descartar a presença de outras neoplasias, principalmente abdominais, torácicas e cerebrais.

A partir desse estadiamento é possível planejar o tratamento que inclui cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

O que fazer para evitar a formação de nódulos no pescoço

Algumas causas de nodulação e manchas no pescoço são evitáveis. O tabagismo é um grande vilão. A exposição contínua ao tabaco é responsável por diversos tipos de câncer, principalmente os da cavidade oral e nasofaringe.

Sabemos que é difícil eliminar o tabagismo, por isso o mais importante seria evitar o primeiro contato. Mas em caso de tabagismo, é necessário ajuda médica e psicológica para vencer o vício.

Existem medicamentos que podem diminuir a ansiedade e a vontade de fumar. Porém devem ser prescritos por médicos especialistas. Quando o paciente tem dependência da nicotina, a retirada abrupta pode causar sérios sintomas de abstinência.

Nesses casos o médico pode optar pela reposição de nicotina por via transdérmica ou goma de mascar. O etilismo também é um fator de risco, uma vez que os etilistas crônicos se alimentam mal e têm imunidade reduzida, além dos efeitos direto do álcool na cavidade oral.

Pacientes de pele clara e que trabalham diretamente expostos ao sol devem tomar cuidado redobrado na proteção da pele. O uso de vestimentas especiais como chapéus podem amenizar a exposição ao sol, mas nada substitui o bom filtro solar prescrito pelo médico com o fator de acordo com a pele.

Quando devo me preocupar:

  • Nódulos persistentes;
  • Nódulos duros e enraizados;
  • Crescimento lento e prolongado;
  • Emagrecimento e sinais de desnutrição;
  • Exames de sangue alterado sem explicações como anemia;
  • História familiar de câncer na região cervical;

Prevenção

Independente de ser pertencente ou não a fator de risco, o auto exame físico é essencial para qualquer parte do corpo;

Crie o hábito de examinar o pescoço e as estruturas adjacentes apalpando em busca de nodulações ou massas;

Esteja atento a pequenos ferimentos que demoram a cicatrizar e sangram com facilidade;

Aproveite o momento do banho ou de barbear para fazer esse autoexame.

Importância de um bom acompanhamento médico.

Tenha seu médico de referência;

Reporte a ele qualquer alteração encontrada no seu auto exame ou a presença de qualquer sintoma;

Se tem dificuldades para enfrentar o tabagismo e etilismo, não tenha vergonha de buscar ajuda;

Lembre que esses casos o diagnóstico precoce ajuda muito a diminuir a mortalidade e sofrimento;

Quando diagnosticado precocemente as cirurgias são bem menores e menos mutilantes;

Em casos de diagnósticos tardios a cirurgia pode até não ser possível, aumentando o sofrimento e a mortalidade;

Portanto ao primeiro sinal de nodulação, manchas, pruridos ou feridas na região cervical, procure imediatamente seu médico a fim de ser diagnosticado e tratado precocemente;

Faça um comentário

Open chat